O modelo terapêutico do Desafio Jovem, desenvolvido nas Comunidades Terapêuticas, pretende apresentar alternativas de vida, já provadas e confirmadas, que permitem viver e não sobreviver na sociedade atual. A originalidade deste modelo consiste no facto de considerar o indivíduo como um todo, em que o espiritual é a base do relacionamento consigo próprio e com os outros, já que para além de terminar com os consumos, tem o mérito de recriar o posicionamento crítico em relação à sociedade em que vive e de o fazer reencontrar o seu lugar nela, não só numa perspetiva económica e social, mas também uma integração afetiva e emocional.

Segundo o método praticado pelo Teen Challenge Internacional, o modelo bio-psico-socio-espiritual, considera os fatores biológicos, psicológicos, sociais e espirituais de cada pessoa, e propõe-se ajudá-la a reorganizar-se, bem como à sua forma de estar na vida.

Pretende-se que a pessoa, para além de abandonar os consumos de substâncias psicoativas, encontre um modelo de vida que lhe permita viver de forma mais equilibrada, mais ajustada à realidade, que promova o seu processo de inserção social e um relacionamento mais adequado consigo, com os outros e com Deus.

É um programa que visa a abstinência, incentivando-se durante a preparação para a entrada na Comunidade Terapêutica, a desabituação física ou interrupção dos consumos, não sendo permitido o consumo de tabaco e álcool durante o internamento.

Nesse sentido, o Desafio Jovem, desenvolveu programas específicos para dependentes de álcool, de outras substâncias psicoativas e de longa duração. A duração de cada programa varia consoante o diagnóstico efetuado. Nos diferentes programas estão integradas respostas de apoio complementar, nomeadamente, programa de cessação tabágica e PTAO (Programa de Tratamento com Agonista Opiáceo).

 

Processo de Admissão

Não existem internamentos imediatos nas comunidades do Desafio Jovem. O internamento é precedido de um processo de admissão que visa avaliar a necessidade e motivação do candidato e apresentar as respostas terapêuticas que a instituição disponibiliza. Nos casos que necessitam de financiamento do estado, estes têm ainda de cumprir os procedimentos da lei em vigor.

Regra geral o primeiro contacto deve efetuar-se através de um dos Cafés-Convívio ou Pontos de Contacto, se existente na área de residência. Caso contrário, os interessados deverão contactar diretamente o Desafio Jovem, através da sua linha de apoio, para obter toda a informação referente ao processo de admissão.

 

Programa Geral  •  Programa Específico Dependência de Álcool  • Programa Específico de Longa Duração