O meu nome é Nelson Lima Martins, tenho 40 anos e sou empresário, mas a minha vida não foi sempre assim.

Por volta dos meus 16, 17 anos iniciei-me na vida da noite e das drogas. Comecei por consumir drogas intituladas leves (Ganzas, Marijuana), mas, seis meses depois e com novas companhias comecei a fumar heroína e logo mais experimentei cocaína injetada. Daí até ficar dependente foi muito rápido. Era agora dependente de ambas as drogas, de forma injetada.

Andei pelo Casal Ventoso, roubei, vivi na rua, destruí completamente os meus pais e a minha irmã, tanto a nível emocional como a nível financeiro.

Um dia falaram-me do Desafio Jovem. Decidi integrar esta família maravilhosa aos 21 anos e restabeleci. Readquiri valores que se tinham perdido, adquiri novos valores e conheci Aquele que, até aos dias de hoje, comanda a minha vida. Seu nome é JESUS. Ele é o único capaz de pegar naqueles que são desprezíveis aos olhos da sociedade, curá-los, transformá-los e torná-los novas pessoas de bem e úteis para a sociedade, usando para isso pessoas, no meu caso as que trabalham no Desafio Jovem.

Após um programa de 12 meses, comecei a trabalhar e reintegrei-me bem na sociedade. Também comecei a frequentar uma igreja, que ainda hoje frequento e onde também coopero. Passei por momentos difíceis, mas sempre me agarrei às promessas que Deus me tinha dado e que também foi trazendo durante os períodos complicados.

Hoje sou empresário, tenho cerca de 40 colaboradores (alguns dos quais vindos do mesmo tipo de vida que eu próprio vivi, hoje recuperados), sou muito bem casado com Maria João Martins que tem sido o pilar forte da minha vida. Temos duas lindas e maravilhosas filhas, a Joana Martins de 12 anos e a Francisca Martins de 3 anos.

Sinto-me um homem afortunado, não pelo que possuo, mas porque um dia conheci o Deus que me mostrou o seu amor e pegando em mim, a tal coisa desprezível e louca deste mundo, transformou-me e deu-me uma vida nova.

Quero aqui deixar o meu agradecimento a todos os que estiveram envolvidos na minha recuperação e que ainda continuam a apoiar-me. Não citarei nomes para que não me falte ninguém. Mas há um que não posso deixar de referir: Obrigado Vitor Costa pela tua presença constante na minha vida, pelo teu carinho, cuidado e pela tua amizade incondicional.

Agradeço também e acima de tudo a Deus que não desistiu de mim e que nunca desistirá daqueles que se chegarem a ELE!